À espera do USDA, Chicago aposta em alta nos estoques globais e trigo cai

227


     Porto Alegre 8 de dezembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo encerrou com preços mais baixos. Os operadores buscam um melhor posicionamento frente ao relatório de dezembro do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado na quinta.

     As expectativas favoráveis para as safras de importantes produtores, como Austrália, Canadá e países do Mar Negro adicionaram pressão sobre as cotações.

     Os estoques de passagem da safra 2020/21 dos Estados Unidos devem ser apontados em 874 milhões de bushels, ante os 877 milhões estimados no mês passado.

     A previsão é de que os estoques finais de passagem da safra mundial 2019/20 sejam apontados em 300,2 milhões de toneladas, abaixo dos 300,8 milhões indicados no mês passado. Para a safra 2020/21, a estimativa é de que os estoques finais globais fiquem em 321,5 milhões de toneladas, ante 320,5 milhões de toneladas indicadas em novembro.

     No fechamento de hoje, os contratos com entrega em março de 2021 eram cotados a US$ 5,70 por bushel, perda de 7,50 centavos de dólar, ou 1,29%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em maio de 2021 eram negociados a US$ 5,73 1/4, baixa de 7,75 centavos de dólar, ou 1,33%, em relação ao fechamento anterior.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA