Açúcar reverte perdas em NY com influência do câmbio e petróleo

300

    Porto Alegre, 29 de dezembro de 2020 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações em leve alta.

    O mercado reverteu as perdas intradiárias, buscando sustentação na valorização do petróleo e no fator câmbio, com o real recuperando parte das perdas recentes ante o dólar.

    Mais cedo, as cotações caíam refletindo reportes de chuvas benéficas ao desenvolvimento dos canaviais da principal região produtora do Brasil com vistas à safra 2021/22, que inicia oficialmente pelo calendário no próximo mês de abril.

    Com o óleo mais caro, o etanol fica mais atrativo para as usinas, potencialmente diminuindo a oferta de açúcar. Já o real mais forte pode desestimular as exportações do maior produtor global.

    Com isso, os contratos com entrega em março/2021 encerraram o dia a 15,04 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,06 centavo (+0,4%) em relação ao fechamento anterior. A posição maio/2021 fechou cotada a 14,31 centavos, alta de 0,08 centavo (+0,56%).

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA