Algodão despenca em NY com realização de lucros e fracas vendas dos EUA

69

     Porto Alegre, 29 de abril de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o algodão fechou com preços acentuadamente mais baixos nesta quinta-feira.

     O mercado deu sequência ao movimento técnico corretivo da quarta-feira, com realização de lucros depois das recentes altas que levaram o contrato julho acima de 90 centavos de dólar por libra-peso. Além disso, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) relatou fracas vendas semanais norte-americanas.

     As vendas líquidas norte-americanas de algodão (upland), referentes à temporada 2020/21, iniciada em 1o de agosto, ficaram em 77.100 fardos na semana encerrada em 22 de abril. Representa um recuo de 25% frente à semana anterior e uma retração de 46% sobre a média das últimas quatro semanas. O maior importador foi a Turquia, com 20.900 fardos. Para a temporada 2021/22, foram mais 16,3 mil toneladas.

     O consultor de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, destaca a importância do movimento de correção técnica, já que fundos e especuladores têm elevado suas posições compradas na Bolsa por conta de temores com o clima para a safra norte-americana. Assim, ajustes e movimentos de realização de lucros são naturais como os vistos nas duas últimas sessões.

     Os contratos com entrega em julho/2021 fecharam no dia a 86,54 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 2,98 centavos, ou de 3,3%. Dezembro/2021 fechou a 83,84 centavos, com desvalorização de 2,23 centavos, ou de 2,6%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA