Alta em NY deve sustentar preços internos do café

66

     Porto Alegre, 28 de maio de 2021 – Os preços do café deverão subir nas operações desta sexta no mercado brasileiro, acompanhando a elevação dos contratos futuros em Nova York. Os negócios devem melhorar, mas ainda são contidos pela queda do dólar e pela retração do vendedor, que, bem capitalizado, espera por cotações ainda melhores.

     O mercado registrou preços estáveis nesta quinta-feira. A volatilidade na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) tirou um melhor direcionamento do mercado nacional, e nem a baixa do dólar reduziu os valores. Os negócios continuam envolvendo lotes pequenos, com o vendedor apostando em novas altas. O comprador tentou trabalhar com cotações mais baixas, mas sem sucesso, tendo de manter as bases por conta do interesse.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 830,00/840,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 835,00/840,00 a saca, sem alterações.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 615,00/620,00 a saca, sem mudanças. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 460,00/465,00 a saca, inalterado.

SAFRA

* O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, informou, em seu relatório mensal, que a safra 2020/21 do estado deve ficar em 52,4 mil toneladas (873 mil sacas de 60 quilos), queda de 9% ante as 57,8 mil toneladas (963 mil sacas) da temporada anterior, mesmo volume apontado em abril.

* A produtividade média é estimada em 1.575 quilos por hectare, abaixo dos 1.671 quilos colhidos na temporada 2019/20. A área a ser colhida deve totalizar 33,3 mil hectares, 4% aquém dos 34,6 mil hectares na temporada anterior.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em julho registram valorização de 2,67% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 159,60 centavos de dólar por libra-peso.

* Os contratos com entrega em julho/2021 fecharam a quinta-feira a 155,35 centavos de dólar por libra-peso, perda de 0,35 centavo, ou de 0,2%.

CÂMBIO

*O dólar comercial registra baixa de 0,2% a R$ 5,244. O Dollar Index registra ganho de 0,21% a 90,16 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram mistas. Xangai, -0,22%. Tóquio, +2,1%.

* As principais bolsas na Europa registram índices firmes. Paris, +0,67%. Londres, +0,28%.

* O petróleo opera em alta. Julho do WTI em NY: US$ 67,22 o barril (+0,53%).

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA