Avanço da colheita nos Estados Unidos determina perdas para soja em Chicago

344

C

     Porto Alegre, 6 de outubro de 2021 – Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais baixos. Após a reação de ontem, o mercado retornou ao território negativo, por conta do avanço da colheita nos Estados Unidos.

     Além dos trabalhos de campo terem apresentado boa evolução, a previsão é de clima favorável nos próximos dias. Com isso, a disponibilidade de soja de uma grande safra americana pesa sobre os contratos futuros.

     Completando o cenário negativo para as cotações, o dia foi de baixa para o petróleo no mercado internacional, sentimento que se estendeu ao complexo soja. Para amanhã, o mercado volta suas atenções para o relatório de exportações semanais, que será divulgado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) na parte da manhã. O mercado aposta em número entre 600 mil e 1,2 milhão de toneladas.

     Os contratos da soja em grão com entrega em novembro fecharam com baixa de 8,50 centavos de dólar por bushel ou 0,67% a US$ 12,42 por bushel. A posição janeiro teve cotação de US$ 12,52 1/2 por bushel, com perda de 8,50 centavos ou 0,67%.

     Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com alta de US$ 1,50 ou 0,46% a US$ 322,70 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 60,34 centavos de dólar, baixa de 0,80 centavo ou 1,3%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA