Bolsonaro oficializa redução de biodiesel no diesel para 10%

254

    Porto Alegre, 14 de abril de 2021 – O presidente Jair Bolsonaro aprovou a resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) que reduz de 13% para 10% o percentual de adição de biodiesel ao óleo diesel. Segundo o governo, a medida “vai evitar que o consumidor final pague mais caro pelo produto, o que teria efeitos negativos à economia do País”.

     A Secretaria-Geral da Presidência afirmou que o encarecimento do óleo de soja nos mercados brasileiro e internacional, combinado com a desvalorização do real, impulsionou as exportações de soja e elevou o preço do biodiesel nacional.

     “Essa realidade, alinhada com os resultados preliminares da apresentação das ofertas dos produtores de biodiesel no 79o Leilão de Biodiesel, em realização pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e

Biocombustíveis (ANP), revela a possibilidade de excessivo incremento do preço do óleo diesel, o que implicaria uma série de efeitos negativos ao transporte de cargas e à economia do país”, acrescentou.

     O governo federal está numa cruzada desde o início do ano para tentar conter o aumento nos preços do óleo diesel. O combustível ficou mais caro nos últimos meses porque os preços do petróleo subiram e o dólar se valorizou, o que elevou o valor da commodity em reais.

     No Brasil a Petrobras detém o monopólio virtual do refino de combustíveis e a política de preços da companhia é equiparar o preço da gasolina e do diesel no Brasil ao praticado no mercado internacional. Desde o final do ano passado, a empresa elevou o valor do diesel em cerca de 32%, e o da gasolina em 43%.

     Os importadores, que são a concorrência da Petrobras, compram o combustível no exterior e não oferecem preços muito diferentes dos definidos pela estatal.

     Em fevereiro, quando houve ameaça de greve de caminhoneiros, uma das pautas da paralisação era a alteração da política de preços da Petrobras.

     No mesmo mês, o presidente Jair Bolsonaro decidiu substituir o então presidente da companhia, Roberto Castello Branco, e também passou a criticar os impostos que incidem como os combustíveis como sendo parte do problema do preço elevado do diesel e da gasolina. Posteriormente, incorporou também o biodiesel ao rol daqueles que, em sua opinião, são culpados pelo preço elevado do diesel.

     O preço médio do diesel S10 ao consumidor no Brasil em abril está em R$ 4,27 por litro. Estima-se que 10% do valor venha da adição de biodiesel ao combustível. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA