Café cai em NY com realização de lucros e seguindo petróleo

553

     Porto Alegre, 04 de janeiro de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta segunda-feira com preços mais baixos.

     Após os ganhos da última sessão do ano, NY teve um começo de 2021 de realização de lucros de fundos e especuladores, com ajustes técnicos, e seguindo o petróleo e algumas outras commodities. A reversão do dólar, que subiu contra o real, foi outro aspecto baixista.

     Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, o mercado devolveu os ganhos do último pregão do ano passado e, com isso, voltou a se afastar da referência de 130 cents. “A volatilidade financeira se reflete sobre o mercado de café nova-iorquino, que passa por ajustes depois do rally da última semana de 2020”, indicou.

     Barabach indica que, apesar da queda, a posição Março 2021 segue acima das médias mais curtas e distantes dos parâmetros de longo prazo, mostrando força técnica. “O desafio de alta é vencer a densa resistência em 128,77 cents, tendo como objetivo a linha psicológica de 130 cents e o topo gráfico em 135,65 cents. Na parte de baixo, mercado encontra 1º suporte em 125 cents e referências gráficas em 121,50 e 120,40 cents”, avalia. Para Barabach, o mercado mostra forte suporte acima da importante linha de 120 cents. E, com isso, consolida um novo intervalo de atuação na bolsa norte-americana, conclui.

     Os contratos com entrega em março/2021 fecharam o dia a 126,15 centavos de dólar por libra-peso, com desvalorização de 2,10 centavos, ou de 1,6%. A posição maio/2021 fechou a 128,10 centavos, com baixa de 2,05 centavos, ou de 1,6%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA