Café fecha com ganhos em NY diante de recuperação técnica

76

     Porto Alegre, 10 de junho de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações desta quinta-feira com preços mais altos.

     Após as recentes sessões de baixa, com o mercado rompendo para baixo a importante linha técnica e psicológica de US$ 1,60 a libra-peso, NY teve uma sessão de recuperação técnica. O contrato setembro, que já é a posição com maior número de contratos em aberto, fechou acima de US$ 1,60. Rolagens de contratos estão marcando o mercado no momento, com a aproximação do período de notificação de entregas da posição julho.

     Nos últimos pregões, o mercado em NY esboçou uma recuperação e fracassou, mas nesta quinta-feira manteve os ganhos. O cenário é de aperto na oferta global, especialmente com a menor safra brasileira este ano, o que é fator fundamental de suporte.

     Os estoques finais de café do Brasil na temporada 2021/22 deverão ficar em apenas 2,48 milhões de sacas de 60 quilos, tendo queda de 57% no comparativo com os estoques finais de 2020/21, indicados em 5,83 milhões de sacas. As projeções são de SAFRAS & Mercado.

     A oferta total do Brasil 2021/22 é projetada em 62,33 milhões de sacas de 60 quilos, somando produção e estoques iniciais, com queda de 16% contra 2020/21, que tem oferta total indicada em 73,88 milhões de sacas.

     A produção brasileira 2021/22, de acordo com a estimativa de SAFRAS & Mercado, é colocada em 56,5 milhões de sacas, 19% a menos que em 2020/21, quando o país colheu uma safra recorde de 69,6 milhões de sacas. A oferta total 2021/22 é composta pela produção de 56,5 milhões de sacas mais os estoques iniciais (5,83 milhões de sacas).

     SAFRAS estima as exportações brasileiras 2021/22 em 38,35 milhões de sacas, com diminuição de 18% contra 2020/21 (46,85 milhões de sacas).

     Os contratos com entrega em julho/2021 fecharam o dia a 158,70 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 1,50 centavo, ou de 0,9%. A posição setembro/2021 fechou a 160,80 centavos, alta de 1,50 centavo, ou de 0,9%.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA