Cotações do açúcar sobem mais de 3% em NY diante de preocupações com oferta e real firme

111

    Porto Alegre, 11 de maio de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações acentuadamente mais altas.

    Conforme operadores ouvidos pela Reuters, o mercado retomou o rally, com os primeiros contratos superando a linha de 18 centavos de dólar por libra-peso e atingindo os níveis mais altos em dois meses e meio, impulsionados pelas preocupações com o clima seco na principal região canavieira do Brasil.

   É consenso que haverá quebra na produção do maior produtor mundial de açúcar na temporada 2021/22, iniciada oficialmente na região Centro-Sul em abril.

    Ao mesmo tempo, há sinalizações de que grandes indústrias estão com estoques curtos, e que terão que cobrir suas posições vendidas em qualquer sinal de queda nos contratos futuros, o que parece estar ocorrendo agora.

    Completou o tom positivo para os futuros do açúcar a valorização da moeda brasileira ante o dólar, fator que desestimula as vendas de exportadores e usinas.

   Com isso, os contratos com entrega em julho/2021 encerraram o dia a 18,10 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,61 centavo (ou 3,5%) em relação ao fechamento anterior. A posição outubro/2021 fechou cotada a 18,09 centavos (+3,1%).

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA