Cubo Itaú, Corteva, São Martinho e Itaú BBA anunciam criação do Cubo Agro

144

     São Paulo, 13 de julho de 2021 – O Cubo Itaú, maior hub de fomento ao empreendedorismo tecnológico da América Latina, ao lado da Corteva Agriscience, São Martinho e Itaú BBA, anunciou hoje a criação de um hub especialmente voltado às agtechs. O Cubo Agro tem como principal objetivo impulsionar o desenvolvimento da inovação no setor do agronegócio no Brasil e na América Latina por meio da conexão entre startups, grandes empresas, fundos de investimentos e demais agentes do ecossistema.

     A expectativa é que, a partir desse projeto, as empresas aumentem o número de negócios com base em inovação, obtenham ganho de eficiência operacional e, consequentemente, performance de mercado, promoção da cultura digital e maior impacto social e econômico. Será uma intensa agenda de atividades para promover a geração de negócios e troca entre startups e demais elos da cadeia, como workshops, eventos de network e troca de experiência, cursos, treinamentos, entre outras.

     “Nossa meta para 2021 é chegar a 20, 30 startups encubadas. É uma meta ousada, mas pode ser atingida devido a tudo que agronegócio representa”, projeta Pedro Prates, co-head do Cubo Itaú. “Em 2020, levantamos mais de R$ 1 bi em investimentos, crescendo mais de três vezes sobre 2019. Esperamos que só com as starts do agro esse número de R$ 1 bi seja alcançado em ritmo ainda mais rápido”, completou.

     Na visão da Corteva, primeira empresa do segmento a ingressar na comunidade Cubo no início de 2020, esse ambiente colaborativo permite construir, juntamente com as outras mantenedoras do hub e, portanto, de forma mais ágil, soluções para resolver os principais desafios dos produtores rurais, auxiliando, principalmente, em sua transformação digital e de serviços. “A parceria que estamos construindo no Cubo Agro se conecta diretamente com a forma como estamos nos posicionando e sendo vistos pelo mercado: como uma empresa que tem inovação em seu DNA. Buscamos desenvolver soluções tecnológicas que ajudem o produtor rural a criar uma jornada digital de experiência de produtos e serviços”, comenta Mariana Castanho, Líder do Comitê de Inovação da Corteva Agriscience Brasil e responsável pela Área Comercial Leste da companhia. 

     Já a São Martinho, além de contribuir de forma significativa com o fomento e evolução das agtechs, busca, dentro de sua estratégia de negócios, conquistar novas receitas baseadas em projetos inovadores com características que possibilitem a ampliação de seu core business. Uma das contribuições que a companhia espera realizar por meio do Cubo Agro, por exemplo, é o desenvolvimento de projetos com potencial de conectividade 5G no ambiente agroindustrial. “A parceria com o Cubo Agro está alinhada com nossa visão de futuro para a São Martinho, em um momento de grandes transformações e desafios para o agronegócio brasileiro. Acreditamos que o hub será fundamental para a aceleração e sustentação de novos negócios para a companhia, permitindo a troca de experiências com demais parceiros do setor agro e novas conexões capazes de gerar valor para o ecossistema de inovação. Estamos muito otimistas com esta iniciativa”, afirma Marcelo Eskenazi, Head de Inovação da São Martinho.

     Do lado do Itaú BBA, o objetivo com a criação do Cubo Agro é obter as melhores soluções tecnológicas frente aos desafios e ambições do banco e, com isso, estar capacitado para atender o cliente da melhor forma, apoiando nos desafios comuns que o mundo cada vez mais ágil, digital e competitivo exige. “Temos plena convicção de que com essa iniciativa geraremos ainda mais valor para toda a cadeia produtiva do agro. Com a expertise do time Agro do Itaú BBA e com o apoio dos nossos parceiros estratégicos, conhecendo as singularidades de cada cliente, acreditamos que este primeiro passo será o início de grandes inovações”, afirma Mario Pires, diretor de Agronegócio do Itaú BBA.

      “Estamos extremamente orgulhosos deste próximo passo do Cubo no setor e de poder contar com parceiros tão estratégicos. O Cubo Agro representa o amadurecimento daquilo que temos como missão, que é apoiar o crescimento das startups com grande potencial do Brasil e América Latina por meio da geração de negócios”, comemora Pedro Prates, co-head do Cubo Itaú. comemora Pedro Prates, co-head do Cubo Itaú.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA