Diminui volume de açúcar programado para embarque nos portos

129

     Porto Alegre, 23 de abril de 2021 – O total de navios que aguarda para embarcar açúcar nos portos brasileiros estava em 31 na semana encerrada em 21 de abril, contra 34 na semana anterior (14), de acordo com levantamento realizado pela agência marítima Williams Brasil. Conforme o relatório, foi agendado carregamento de 1,249 milhão de toneladas de açúcar, ante 1,358 milhão de toneladas na semana anterior.

    Pelo Porto de Santos (SP) deve ser carregada a maior parte (937.004 toneladas). Depois aparece o porto de Paranaguá, no Paraná (311.851 toneladas). A carga de açúcar a ser exportada consiste da variedade VHP (1.205.855 toneladas), e Cristal B150 (43.000 toneladas). O relatório da agência leva em conta as embarcações já ancoradas, as que estão em largo esperando atracação e ainda as com previsão de chegada até o dia 10 de maio.

USDA

    O adido agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em São Paulo está estimando a safra de cana brasileira 2021/22 (abril-março) em 635 milhões de toneladas, um decréscimo de três por cento ante as 657 milhões de toneladas colhidas e processadas no ano anterior. O centro-sul deve colher e moer 580 milhões de toneladas, ante 605 milhões de toneladas em 2020/21, um recuo de 4,13 por cento. Para a região norte-nordeste, a expectativa é de uma moagem de 55 milhões de toneladas em 2021/22, elevação de três milhões de toneladas, ou por 5,7 por cento, ante as 52 milhões de toneladas estimadas para 2020/21

    Conforme o adido, vários fatores contribuem para a esperada redução na produção total de cana em 2021/22 para o Brasil. O clima seco que prevaleceu em 2020, especialmente no período agosto-outubro, danificou canaviais e redução o potencial produtivo. Além disso, a falta de chuvas combinada com altas temperaturas favoreceram também a formação de queimadas nas lavouras. Os volumes de chuvas ficaram abaixo da média no primeiro trimestre de 2021, limitando ainda mais o desenvolvimento dos canaviais. Também, os firmes preços dos grãos encorajaram a migração de algumas áreas canavieiras para o plantio de soja e milho.

    A produção total de açúcar do Brasil na temporada 2021/22 está estimada em 39,92 milhões de toneladas, contra 42,05 milhões de toneladas em 2020/21, uma queda de cinco por cento. O centro-sul será responsável por 36,87 milhões de toneladas, 2,03 milhões de toneladas a menos que no ano anterior (38,9 milhões de toneladas). Já a produção do Norte-Nordeste deve ficar praticamente estável, em 3,05 milhões de toneladas, ante 3,15 milhões de toneladas na temporada 2020/21.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA