Dólar e Chicago em baixa devem acentuar morosidade para soja no Brasil

103

     Porto Alegre, 18 de março de 2021 – O mercado deve seguir lento e com preços em patamares nominais e apresentando pequenas oscilações. A atenção dos produtores segue voltada para a colheita e o cumprimento de contratos pendentes. Em Chicago, os preços recuam, contribuindo para o desinteresse dos negociadores. O dólar cai forte.

     O mercado permaneceu com preços nominais e travado nesta quarta. Os vendedores seguem ausentes, prejudicando a comercialização. Chicago e dólar recuaram, complicando ainda mais as negociações e a formação das cotações domésticas.

    Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos seguiu em R$ 170,00. Na região das Missões, a cotação permaneceu em R$ 169,00. No porto de Rio Grande, o preço aumentou de R$ 173,50 para R$ 174,00.

     Em Cascavel, no Paraná, o preço baixou de R$ 161,00 para R$ 160,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca seguiu em R$ 170,00.

     Em Rondonópolis (MT), a saca baixou de R$ 165,00 para R$ 163,50. Em Dourados (MS), a cotação permaneceu em R$ 155,00. Em Rio Verde (GO), a saca ficou em R$ 158,00.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em maio operam com baixa de 0,65%, cotados a US$ 14,08  por bushel.

* A melhora do clima na Argentina volta a pressionar o mercado. Além disso, os agentes se ressentem de notícias sobre demanda pela soja americana.

* Os exportadores privados não têm anunciado novas vendas e o sentimento é de que a procura internacional se desloque cada vez mais para o mercado brasileiro.

* Hoje, às 9h30 (horário de Brasília), o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai divulgar o relatório das exportações semanais americanas. O mercado projeta vendas líquidas entre 100 mil e 700 mil toneladas.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para abril ficou em -25 a -15 sobre Chicago. Para maio, o prêmio é de -10 a -5.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra desvalorização de 1,53% a R$ 5,503.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em alta. Xangai, +0,51%. Tóquio, +1,01%.

* As principais bolsas na Europa operam mistas. Paris, +0,08%; e Londres,

-0,25%.

* O petróleo opera em baixa. Abril do WTI em NY: US$ 64,06 o barril (-0,78%).

* O Dollar Index registra alta de 0,24%, a 91,66 pontos.

AGENDA

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (19/03)

– Japão: O índice de preços ao consumidor de fevereiro será publicado na noite anterior pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicação.

– Japão: A decisão de política monetária será publicada pelo Banco do Japão.

– Alemanha:  O índice de preços ao produtor de fevereiro será publicado às 4h pelo Destatis.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Evolução da colheita de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA