Geadas atingem RS, SC, PR, sul e oeste de SP, sul do MS e Paraguai

191

     Porto Alegre, 29 de julho de 2021 – Após a passagem da frente fria pelos estados de São Paulo e Minas Gerais e seu afastamento para o Atlântico, a massa de ar polar ganhou força sobre o Paraná e o sul de São Paulo.

     De acordo com a Rural Clima, houve um declínio acentuado da temperatura, com mínimas abaixo de 2 graus em regiões produtoras do Paraná, sul e oeste de São Paulo por volta das 5h de hoje. Na região de Ourinhos e em áreas próximas de São Paulo, as temperaturas oscilavam entre 2 e 3 graus. “Pelos mapas meteorológicos, houve ocorrência de geadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, sul e oeste de São Paulo, extremo sul de Mato Grosso do Sul, Paraguai”, destaca o agrometeorologista da Rural Clima, Marco Antônio dos Santos.

     Santos sinaliza que o tempo aberto deve trazer ainda mais frio nas regiões produtoras do Centro-Sul do Brasil nesta sexta-feira, que tende a ser o dia mais frio do ano. “A chance de geada em áreas de café, cana e laranja aumentou bastante com o afastamento da frente fria para o Atlântico. O fenômeno pode ocorrer com intensidade parecida à registrada em 20 de julho, trazendo perdas para áreas produtoras do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Há possibilidade ainda de frio intenso no sul de Goiás e no extremo sul de Mato Grosso”, alerta.

     Para o sábado, o risco de geada diminui, mas ainda pode haver ocorrência sobre áreas do extremo sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, bem como na Serra da Mantiqueira.

     Com a presença da massa de ar polar, a primeira semana de agosto será marcada por tempo aberto e sem previsão de chuvas pelo Brasil. “Há possibilidade de formação de uma nova frente fria no final da próxima semana, o que pode trazer novas chuvas para a Região Sul na segunda semana de agosto.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA