Liquidez do trigo foi reduzida no Brasil em março com safras de verão

35

Porto Alegre, 1o de abril de 2021 – O mês de março foi de manutenção do cenário de liquidez reduzida no mercado brasileiro de trigo. Com o foco na entrada das culturas de verão, os ofertantes estão ausentes do mercado. Em paralelo a isso, a indústria esteve, ao longo do mês, em grande parte bem abastecida e sem maiores necessidades de novas aquisições, além de custos logísticos sazonalmente elevados neste período, dificultando o crescimento do volume de negócios.

Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Jonathan Pinheiro, para abril esta conjuntura poderá mudar, com retorno da indústria às compras, conforme houver gradual crescimento da necessidade de reposição dos armazéns. “O mercado tende a seguir atento ao câmbio, que hoje recua significativamente, voltando a operar mais próximo dos R$ 5,60 e consequentemente reduzindo os custos de aquisição do cereal no mercado externo, pelas paridades de importação. Isso retira a competitividade do trigo doméstico, fator que pressiona os referenciais atuais.

Pinheiro ressalta que o mercado externo se desenha para um viés baixista para o segundo semestre do ano, com incremento de área em importantes países produtores, além do clima positivo no hemisfério norte. “Corroborando cenário baixista há a possibilidade de flexibilização das exportações por parte da principal fornecedora mundial de trigo, a Rússia, ampliando a oferta de trigo no mundo”, disse.

USDA

O plantio de trigo nos Estados Unidos em 2021 é estimado em 46,4 milhões de acres, alta de 5% na comparação com 2020. Segundo relatório trimestral do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), divulgado no último dia 31, a área é superior aos 44,97 milhões de acres esperados pelo mercado e representa o quarto menor nível plantado desde 1919.

O plantio de inverno de 2021 é estimado em 33,1 milhões de acres, alta de 9% ano a ano e de 3% ante a estimativa anterior. Deste total, 23,2 milhões de acres são de trigo hard vermelho de inverno, 6,42 milhões são de trigo soft vermelho de inverno e 3,48 milhões são de trigo branco de inverno.

A área plantada com trigo primavera em 2021 é estimada em 11,7 milhões de acres, queda de 4% ante 2020. Deste total, cerca de 10,9 milhões de acres são de trigo hard vermelho de primavera. O plantio de trigo durum em 2021 é esperado em 1,54 milhão de acres, baixa de 9% frente ao ano passado.

Em relatório separado, divulgado no mesmo dia, os estoques norte-americanos de trigo em 1o de março de 2021 foram indicados em 1,31 bilhão de bushels – baixa de 7% em relação ao mesmo período de 2020. O mercado esperava o número em 1,272 bilhão de bushels.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA