Mercado de café deve ter poucos negócios, antecipando feriado

576

     Porto Alegre, 1 de abril de 2021 – Na véspera do feriado, o mercado brasileiro de café não deverá apresentar grandes alterações. Os preços devem seguir estáveis, em meio a um cenário de fraca comercialização. Nova York opera perto da estabilidade nesse momento e o dólar tem alta moderada.

     O mercado registrou preços mais baixos novamente nesta quarta-feira. Dessa vez, apesar da alta do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), as cotações no mercado nacional foram pressionadas pela forte baixa do dólar. Com esse cenário, o dia foi fraco na comercialização, com lotes pingados negociados.

     No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 700,00/710,00 a saca, contra R$ 710,00/715,00 do dia anterior. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 705/715,00, no comparativo com R$ 715,00/720,00 anteriormente.

     Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 505,00/510,00, no comparativo com R$ 510,00/515,00 de ontem. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 435,00/440,00 a saca, contra R$ 440,00/445,00 de ontem.

COOXUPÉ

* A Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (Cooxupé), maior cooperativa de café do Brasil e do mundo, anunciou nesta quarta-feira, 31 de março, em assembleia geral ordinária, o balanço de 2020. Além de receber, durante o ano passado, premiações em espécie de programas de certificação, reconhecimento, qualidade do café e de restituição de capital, os cooperados receberão adicionalmente R$ 107 milhões em 2021, referentes às sobras geradas pelos resultados na ordem de R$ 325 milhões. As informações partem da assessoria de comunicação da Cooxupé.

* Assim como a distribuição histórica, o faturamento também é recorde: R$ 5,030 bilhões. O balanço do ano passado ainda apresenta o maior recebimento de café da história da cooperativa, total de 8,1 milhões de sacas, das quais 6,6 mi foram entregues somente pelos cooperados.

* O volume de embarques também atendeu às expectativas: 5,9 milhões de sacas de café foram destinadas para o Brasil e para o mercado internacional, sendo 4,9 milhões de sacas exportadas para 50 países em 5 continentes. Já a SMC Specialty Coffees, empresa controlada pela Cooxupé com atuação no mercado de cafés finos e especiais, exportou 95.650 sacas para países como Alemanha, Coreia do Sul, Itália e Japão.

* Em 2020, a produção dos cooperados foi de 10,99 milhões de sacas de café arábica na área de atuação da Cooxupé, que compreende Sul de Minas, cerrado mineiro e média mogiana do estado de São Paulo. 96% dos cafeicultores associados representam a agricultura familiar, sendo mini e pequeno produtores. Em 2021, ano de bienalidade baixa do café, a Cooxupé estima uma produção de seus cooperados de 7,49 milhões de sacas em sua área de ação, impactada pelo comportamento climático que provocou crises hídricas no solo e exposição da planta a altas temperaturas desde o último setembro.

NOVA YORK

* Os contratos com entrega em maio registram estabilidade na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 123,55 centavos de dólar por libra-peso.

* Os contratos com entrega em maio/2021 fecharam o dia a 123,50 centavos de dólar por libra-peso, com alta de 0,90 centavo, ou de 0,7%.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra valorização de 0,4% a R$ 5,652.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em alta. Xangai, +0,71%. Tóquio, +0,72%.

* As principais bolsas na Europa operam com ganhos. Paris, +0,37%; e Londres, +0,44%.

* O petróleo opera em alta. Maio do WTI em NY: US$ 59,52 o barril (+0,67%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,09% a 93,15 pontos.

AGENDA

– O comitê técnico da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) se reúne virtualmente para discutir os níveis de produção de seus membros e de seus aliados.

– O Ministério da Economia divulga às 15h os dados da balança comercial de março.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Evolução da colheita de soja no Brasil – SAFRAS, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (2/04)

– Feriado – Sexta-feira Santa.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA