Mercado de milho pode ter maior movimentação, com alta do dólar

242


     Porto Alegre, 22 de janeiro de 2021 O mercado brasileiro de milho pode ter uma maior movimentação nesta sexta-feira, com a alta do dólar frente ao real e com a maior disposição dos produtores em aumentar as fixações de venda em algumas regiões. No cenário internacional, a Bolsa de Mercadorias de Chicago opera em queda, revertendo os ganhos da última sessão.

     Ontem (21), o mercado brasileiro de milho manteve preços estáveis. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, há efetivo aumento da fixação de oferta em alguns estados, mas até momento não foi evidenciada agressiva queda dos preços. “As dificuldades de abastecimento tendem a se acentuar com o avanço da colheita da soja e o encarecimento do custo de frete”, adverte.

     No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 82,00/87,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço em R$ 82,00/87,00 a saca.

     No Paraná, a cotação ficou em R$ 80,00/82,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 83,00/85,00 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 86,00/88,00 a saca.

     No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 86,00/87,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 80,00/82,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 76,00 – R$ 77,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 73,00/75,00 a saca em Rondonópolis.

CHICAGO

* Os contratos do milho com vencimento em março operam com baixa de 8,75 centavos, ou 1,66%, neste momento, cotados a US$ 5,15 1/2 por bushel.

* O cereal sofre pressão de chuvas benéficas às lavouras na América do Sul. Na semana, o contrato março acumula perdas em torno de 3% de neste momento.

* O mercado aguarda, agora, os números para as vendas semanais

norte-americanas, que serão divulgados às 10h30 (horário de Brasília). A aposta é de embarques entre 600 mil e 1,2 milhão de toneladas.

* Ontem (21), os contratos de milho com entrega em março/21 fecharam a US$ 5,24 1/4, alta de 2,25 centavos de dólar, ou 0,43%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com valorização de 0,8%, cotado a R$ 5,407.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia encerraram em baixa. Xangai, -0,4%. Tóquio, -0,44%.

* As principais bolsas na Europa operam em baixa. Paris, -1,26%; e Londres, -0,69%.

* O petróleo opera em baixa. Março do WTI em NY: US$ 51,73 o barril (-2,65%).

* O Dollar Index registra alta de 0,04%, a 90,16 pontos.

AGENDA

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– A posição dos estoques de petróleo dos EUA até sexta-feira da semana passada será publicada às 13h0 pelo Departamento de Energia (DoE).

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA