Mercado doméstico de algodão tem ganhos expressivos em agosto

88

     Porto Alegre, 3 de setembro de 2021 – A elevação expressiva dos preços internacionais e as incertezas em relação à safra doméstica deram sustentação para que as cotações da pluma de algodão no Brasil acumulassem ganhos de 8,72% em agosto.

     Na média do polo industrial paulista, a indicação fechou o mês a R$ 5,43 por libra-peso, alcançando um novo recorde de alta. No FOB exportação do porto de Santos/SP, o produto brasileiro fechou cotado a 103,59 centavos de dólar por libra-peso (c/lb), alta de 8,52% quando comparado ao mês passado. Ante ao contrato de maior liquidez (dezembro/21) negociado na Ice Futures US, a pluma brasileira encerrou cotada a um valor 12,0% superior. Há uma semana era 10,0% superior e, há um mês, o produto nacional era 7,5% mais alto.

     Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, esse alargamento do spread em relação a fibra norte-americana mostra que, apesar do avanço do beneficiamento, o mercado doméstico segue com escassez de produto. “O que obriga a indústria nacional a elevar suas ofertas para garantir o abastecimento”, explica.

     No cenário internacional, destaque para a colheita de algodão na Argentina na temporada 2020/2021, que foi encerrada, informou o Ministério da Agroindústria do país em relatório do dia 2. Em igual período do ano passado, a colheita estava em 100%. Na semana anterior, o percentual era de 99,99%. A área para 2020/21 está projetada em 406,773 mil hectares, ante 444,41 mil hectares na temporada anterior.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA