Milho sobe 5% em Chicago com clima quente nos EUA e frio intenso no Brasil

178

Porto Alegre, 28 de junho de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o milho fechou a sessão de hoje com preços acentuadamente mais altos. O mercado foi impulsionado pelo clima seco no oeste Meio-Oeste dos Estados Unidos, que deve secar rapidamente o solo e prejudicar o desenvolvimento das lavouras. Segundo a Reuters, nem as chuvas do final de semana devem permitir uma melhora na condição.

A possibilidade de geadas sobre as lavouras da safrinha do Brasil também atuou como fator altista às cotações. Além disso, os investidores se posicionam frente aos relatórios de estoques trimestrais na posição 1 de junho e de área plantada nos Estados Unidos, que serão divulgados na quarta-feira.

Os contratos de milho com entrega em setembro fecharam a US$ 5,56 3/4 por bushel, ganho de 26,50 centavos de dólar, ou 4,99%, em relação ao fechamento anterior. A posição dezembro de 2021 fechou a sessão a US$ 5,45 1/4 por bushel, alta de 26,00 centavos de dólar, ou 5%, em relação ao fechamento anterior.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA