Preço do arroz cede, cenário que deve perdurar nas próximas semanas

52

     Porto Alegre, 23 de abril de 2021 – O preço do arroz começou a perder força no mercado brasileiro, cenário que deve perdurar pelas próximas semanas. Na média do Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, a saca encerrou cotada a R$ 86,95 nesta quinta-feira (22), queda de 0,40% em relação a semana passada, igual ao mesmo período do mês anterior e alta de 57,02% quando comparada ao mesmo período do ano passado.

     “Os preços domésticos voltaram a recuar nesta semana, seguindo o viés baixista esperado para a segunda quinzena de abril”, destaca o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana. “O aumento de oferta doméstica e os recuos do dólar frente ao real vêm pressionando os preços durante esta semana”, ponderas.

     Com o dólar mais baixo, a importação – que ainda está cara – começa a entrar novamente no panorama de compradores. “Enquanto as exportações perdem força pela redução da competitividade do produto nacional”, pondera o analista.

     Com 841.049 hectares colhidos, o Rio Grande do Sul atingiu nesta semana 88,91% da área total estimada de 945.940 ha. Faltam ainda 11,09 pontos percentuais para o término dos trabalhos, o que representa pouco mais de 104 mil hectares. As informações são divulgadas pela Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) do Instituto Rio Grandense do Arroz.

     A produtividade no RS segue alta, com 8.883 quilos por hectare, ainda cima da média histórica (8.400 kg/ha da safra 2019/2020). Nesse item, o destaque fica por conta da regional Fronteira Oeste, que registra 9.543 kg/ha até o momento.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA