Preços ao produtor da China sobem 10,7% em setembro, maior nível já registrado

69

     Porto Alegre, 14 de outubro de 2021 – O índice de preços ao produtor da China subiu 10,7% em setembro em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando o maior nível desde 1996, quando os registros começaram, e acelerando após a alta de 9,5% em agosto, segundo informações do departamento de estatísticas do país.

     A previsão era de alta de 10,4%. Na comparação com o mês imediatamente anterior, o índice de preços ao produtor da China avançou 1,2% em setembro, após a alta de 0,7% em agosto. No acumulado de janeiro a setembro, os preços subiram 6,7%.

     Em setembro, o aumento recorde nos preços ao produtor em base anual deveu-se principalmente ao avanço dos preços do carvão e de alguns produtos intensivos em energia como metais não ferrosos, aço e produtos químicos, de acordo com o departamento de estatísticas.

     A campanha agressiva de eficiência energética de Pequim levou ao fechamento de muitas minas de carvão poluentes, enquanto uma queda no carvão importado de países como Austrália, Mongólia e Indonésia exacerbou a escassez. Além disso, inundações atingiram regiões produtoras de carvão na

China. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA