Preços do boi gordo voltam a cair com frigoríficos reduzindo abates

304

     Porto Alegre, 11 de dezembro de 2020 – Os preços do boi gordo voltaram a cair nas principais praças de produção e comercialização do país durante a segunda semana de dezembro. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, os frigoríficos mantiveram a estratégia de pressionar por queda nos preços da matéria-prima junto aos pecuaristas.

    “Em linhas gerais, muitas unidades ainda operam com capacidade de abate reduzida no intuito de mitigar os efeitos da oferta restrita em grande parte do país. A demanda de carne bovina também chama a atenção negativamente durante dezembro. Os preços da carne no atacado iniciaram o mês em queda, o que é bastante atípico para este período que marca o auge do consumo. Por fim, o desempenho das exportações está bastante abaixo do habitual neste final de 2020, com um menor apetite de compra por parte da China”, assinalou Iglesias.

     Na sua avaliação, o ambiente de negócios sugere pouca capacidade para reajustes para cima na carne bovina no atacado, mesmo em um período em que teoricamente há excepcional nível de consumo.

     “Em linhas gerais, o consumidor final está saturado e não consegue absorver novos reajustes da carne bovina. Mesmo com a recente queda, os patamares de preços seguem elevados, mantendo a preferência de consumo sobre a carne de frango. O resultado das exportações na primeira semana de janeiro é outro foco de atenção do mercado, com uma possível redução das compras da China após posicionar os estoques para o seu principal feriado, o Ano Novo Lunar”, disse Iglesias.

     Com isso, os preços a arroba do boi gordo na modalidade a prazo nas principais praças de comercialização do País estavam assim no dia 10 de dezembro:

* São Paulo (Capital) – R$ 264,00 a arroba, contra R$ 272,00 a arroba em 03 de dezembro (-2,94%).

* Goiás (Goiânia) – R$ 255,00 a arroba, contra R$ 260,00 a arroba (-1,92%).

* Minas Gerais (Uberaba) – R$ 262,00 a arroba, ante R$ 271,00 a arroba, caindo 3,3%.

* Mato Grosso do Sul (Dourados) – R$ 252,00 a arroba, ante R$ 260,00 a arroba (-3,1%).

* Mato Grosso (Cuiabá) – R$ 255,00 a arroba, contra R$ 260,00 a arroba (-1,92%).

Exportação

     As exportações de carne bovina fresca, refrigerada ou congelada do Brasil renderam US$ 96,930 milhões em dezembro (4 dias úteis), com média diária de US$ 24,232 milhões. A quantidade total exportada pelo país chegou a 21,863 mil toneladas, com média diária de 5,465 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 4.433,60.

    Na comparação com dezembro de 2019, houve baixa de 31,63% no valor médio diário, perda de 22,85% na quantidade média diária e queda de 11,38% no preço médio. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA