Preços internacionais do café sobem em fevereiro com foco no Brasil

234

    Porto Alegre, 26 de fevereiro de 2021 – Os preços internacionais do café subiram acentuadamente em fevereiro.     Os contratos com entrega em maio do café arábica negociados em Nova York fecharam a sessão do dia 25 de fevereiro a 140,05 centavos de dólar por libra-peso, alta de 12% em relação à última cotação de janeiro (125,00 centavos de dólar por libra-peso no dia 29).

    Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, o mercado avançou com compras por parte de fundos associadas a fatores técnicos, além de fundamentos mais positivos, em particular a quebra esperada na safra brasileira este ano. A consultoria SAFRAS & Mercado estima uma quebra potencial de 18% na safra 2021, que deve totalizar 57,10 milhões de sacas, contra 69,50 milhões de sacas em 2020.

    A quebra da safra deu sustentação às cotações, ao mesmo tempo em que o avanço da imunização contra a Covid-19 no mundo dá esperanças de retomada da atividade econômica e potencializa o consumo de commodities, como o café. O rally no petróleo também deu força ao mercado.

Exportação

     As exportações de café do Brasil apresentaram receita de US$ 310,613 milhões em fevereiro (13 dias úteis), com média diária de US$ 23,894 milhões. A quantidade total de café exportada pelo país ficou em 2,4 milhões de sacas, com média de 184,61 mil sacas.

    Em relação a fevereiro de 2020, houve alta de 13,4% no valor médio diário da exportação e ganho de 18,27% na quantidade média diária exportada. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

 Copyright 2021 – Grupo CMA