Previsão do PIB em 2021 sobe de 3,6% para 4,6% – BC

178

     Porto Alegre, 24 de junho de 2021 – O Banco Central (BC) elevou a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano em 1 ponto porcentual (pp), para 4,6%, após um resultado melhor que o esperado para a atividade no primeiro trimestre, segundo o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de junho. A estimativa anterior é de março.

     “Adicionalmente, recuperação parcial da confiança dos agentes econômicos, medidas de preservação do emprego e da renda, prognóstico de avanço da campanha de vacinação, elevados preços de commodities e efeitos defasados do estímulo monetário indicam perspectivas favoráveis para a

economia”, disse o BC no documento.

     A instituição acrescentou que no segundo trimestre o PIB deve ficar praticamente estável, recuperando o ritmo de crescimento longo da segunda metade do ano. A previsão, porém, é cercada de dúvidas.

     “Apesar da redução significativa dos riscos para a recuperação econômica, ainda há bastante incerteza sobre o ritmo de crescimento. Entre os fatores que podem diminuir a taxa de expansão destaca-se o risco de surgimento ou disseminação de novas variantes de preocupação do SARS-CoV-2”, disse o BC.

     “Dificuldade para obtenção de insumos e custos elevados em algumas cadeias produtivas e eventuais implicações da crise hídrica na bacia hidrográfica do Paraná para a geração de energia elétrica são fatores adicionais que podem atenuar o ritmo de recuperação da atividade”, acrescentou. As informações são da Agência CMA.

     Revisão: Rodrigo Ramos / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA