Projeção de alta do PIB da Eurozona cai de 4,2% para 3,8% em 2021

91

     Porto Alegre, 11 de fevereiro de 2021 – A Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia (UE), revisou para baixo a projeção de crescimento da economia da zona do euro para este ano, citando o ressurgimento de casos de covid-19 e de novas variantes, ao mesmo tempo em que revisou para cima a previsão para 2022 devido à campanhas de vacinação.

     Para 2021, a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) caiu para 3,8%, de 4,2% previstos no relatório anterior, de novembro. Para 2022, a previsão subiu de 3,0% para 3,8%eurozona subiu de 1,1% para 1,2%. Em 2020, a UE prevê queda de 6,8% na eurozona, após a projeção anterior de queda de 7,8%.

     Com relação à União Europeia como um todo, a previsão de alta do PIB caiu de 4,1% para 3,7% em 2021, e subiu de 3,0% para 3,9% em 2022. Em 2020, a expectativa é de queda de 6,3%, ante previsão anterior de baixa de 7,4%.

     “As perspectivas de curto prazo para a economia europeia parecem mais fracas do que o esperado no outono passado, já que a pandemia apertou seu controle sobre o continente”, diz UE, citando que a economia europeia deve ter encerrado 2020 e iniciado o novo ano em pé fraco.

     “O ressurgimento de infecções desde o outono, juntamente com o aparecimento de novas variantes mais contagiosas do novo coronavírus, forçaram muitos Os Estados membros devem reintroduzir ou reforçar as medidas de contenção”, segundo o relatório.

     No entanto, na medida em que “campanhas de vacinação ganham força e a pressão sobre os sistemas de saúde diminuem, medidas de contenção devem para relaxar gradualmente”, melhorando as perspectivas econômicas para além do curto prazo.

     Além disso, segundo o relatório, o acordo alcançado entre a UE e o Reino Unido nos termos da sua futura cooperação reduziu o custo da saída do Reino Unido do mercado único e da união aduaneira. Já o Mecanismo de Recuperação e O Mecanismo de Resiliência foi criado para apoiar os Estados membros no seu caminho para uma recuperação sustentável.

     A previsão da Comissão Europeia é de que economia da UE alcançaria o nível de produção pré-crise mais cedo do que o previsto anteriormente, devido ao impulso mais forte no segundo semestre de 2021 e início de 2022. Alguns países, porém, devem demorar mais.

     “A velocidade da recuperação irá, no entanto, variar significativamente na UE”, diz o relatório, uma vez que alguns países sofreram mais durante a pandemia do que outros, enquanto alguns são mais dependentes de setores como o turismo, que provavelmente permanecerão fracos por algum tempo. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA