Safra brasileira de trigo em 2021 tem projeções atualizadas

162

Porto Alegre, 12 de março de 2021 – Nesta semana, foram atualizadas as projeções de safras de trigo do Brasil e do mundo em 2020/21. Conforme SAFRAS & Mercado, a safra brasileira de trigo deve ser recorde em 2021. A primeira projeção de produção divulgada na segunda-feira aponta para a colheita de 7,625 milhões de toneladas no país. O analista da SAFRAS Consultoria, Élcio Bento, ressalta que esse é o potencial produtivo, que leva em conta a não ocorrência de problemas climáticos. Em 2020, o Brasil produziu 6,245 milhões de toneladas. A variação anual projetada é de 22%.

Além de um clima favorável, esse número depende da consolidação da intenção de plantio neste ano, atualmente estimada em 2,576 milhões de hectares – alta de 12% em relação aos 2,297 milhões do ano passado. A produção do Paraná deve crescer 15% neste ano, passando de 3,4 para 3,9 milhões de toneladas. A área no estado deve ser 11% maior na comparação com o ano passado, passando de 1,13 para 1,25 milhão de hectares. A produtividade das lavouras paranaenses deve crescer 4% em 2021. Para o Rio Grande do Sul, a área é estimada em 1,035 milhão de hectares, contra 900 mil hectares em 2020. A produção gaúcha deve crescer 37% ano a ano, saltando de 2,15 para 2,95 milhões de toneladas. A variação do rendimento médio neste ano deve ser positiva em 19%, levando em conta a expectativa de uma safra sem perdas, em comparação com a quebra provocada pela geada no ano passado.

Conab

A produção brasileira de trigo em 2021 deverá ficar em 6,437 milhões de toneladas, segundo o sexto levantamento para a safra brasileira de grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O número é 3,3% superior ao produzido em 2020, de 6,234 milhões de toneladas. Em fevereiro, a Conab também indicava uma produção de 6,437 milhões de toneladas.

A Conab indica uma área plantada de 2,390 milhões de hectares, alta anual de 2,1%, contra 2,341 milhões em fevereiro. A produtividade está projetada em 2.693 quilos por hectare, 1,1% acima do rendimento do ano passado, de 2.663 quilos por hectare. Não houve alterações frente ao rendimento previsto em fevereiro.

IBGE

Conforme o IBGE, a estimativa da produção do trigo foi de 6,7 milhões de toneladas, crescimento de 8,2% em relação ao ano anterior, com o rendimento médio devendo aumentar 9,0%.

A Região Sul deve responder, em 2021, por 87,9% da produção tritícola nacional. No Paraná, maior produtor (46,4% do total nacional), a produção foi estimada em 3,1 milhões de toneladas. O Rio Grande do Sul, segundo maior produtor, com participação de 39,1% do total nacional, deve produzir 2,6 milhões de toneladas, 25,0% a mais que em 2020. Com informações do Departamento de Comunicação Social do IBGE.

USDA

A produção do cereal nos Estados Unidos em 2020/21 é estimada em 1,826 bilhão de bushels, mesmo volume de fevereiro. Para a safra 2019/20, a produção estadunidense ficou em 1,932 bilhão de bushels. Os estoques finais do país em 2020/21 foram projetados em 836 milhões de bushels, mesmo volume de fevereiro e contra 1,028 bilhão de bushels em 2019/20. O mercado esperava 836 milhões de bushels.

A safra mundial de trigo em 2020/21 é estimada em 776,78 milhões de toneladas, contra 773,44 milhões de toneladas em fevereiro. Para 2019/20, o número ficou em 763,92 milhões de toneladas. Os estoques finais globais em 2020/21 foram estimados em 301,19 milhões de toneladas, abaixo das 304,22 milhões de toneladas estimadas no mês passado. O mercado esperava 305 milhões de toneladas. Para 2019/20, as reservas finais são previstas em 300,29 milhões de toneladas.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA