SAFRAS estima colheita 2021/22 de café no Brasil em 34% até 15/junho

199

     Porto Alegre, 15 de junho de 2021 – A colheita de café da safra brasileira 2021/22 está em 34% até o dia 15 de junho. O número faz parte do levantamento semanal de SAFRAS & Mercado para a evolução da colheita da safra. Na semana anterior, a colheita estava em 27%.

     Tomando por base a estimativa de SAFRAS para a produção de café do Brasil em 2021/22, de 56,5 milhões de sacas de 60 quilos, é apontado que foram colhidas 19,37 milhões de sacas até o dia 15 de junho.

     A colheita está no mesmo nível do ano passado neste período (34%). Os trabalhos estão um pouco atrasados frente à média dos últimos 5 anos, que é de 36%.

     Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, os trabalhos de colheita ganham ritmo, apesar do aumento da umidade em algumas regiões produtoras. “A colheita do arábica continua mais cadenciada e bastante atrasada. Já o conilon voltou a andar bem ao longo da semana”, comenta o consultor.

     A colheita de arábica alcança 21% da produção, contra 26% em igual época do ano passado e 28% da média histórica para o período. “A primeira impressão da safra de arábica brasileira 2021 é positiva, tanto em termos de granação como da bebida. Apesar do otimismo, ainda é cedo para traçar um perfil mais profundo. Mesmo porque o efeito da falta de chuva nos meses de abril e maio deve aparecer na colheita mais tardia. Em todo caso, o perfil de qualidade da safra segue positivo”, avalia Barabach.

     No conilon, os trabalhos já alcançam 55% da safra, já acima dos 54% de igual período do ano passado. Porém, ainda aquém dos 59% de média para o período nos últimos 5 anos. “A maturação mais lenta, retardando o início dos trabalhos, e a safra maior deste ano justificam essa performance”, pondera o consultor.

    Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA