SAFRAS estima comercialização de café da safra 2020/21 do Brasil em 78%

624


     Porto Alegre, 14 de janeiro de 2021 – A comercialização da safra de café do Brasil 2020/21 (julho/junho) chega a 78% até o dia 12 de janeiro. O dado faz parte de levantamento de SAFRAS & Mercado, que mostra que as vendas evoluíram em 4 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

     As vendas estão um pouco avançadas em relação ao ano passado, quando 77% da safra 2019/20 estava comercializada até então e acima da média dos últimos 5 anos para o período, que é de 74%.

     Assim, já foram comercializadas 54,54 milhões de sacas de 60 quilos, tomando-se por base a estimativa de SAFRAS & Mercado, de uma safra 2020/21 de café brasileira de 69,5 milhões de sacas.

     Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, a comercialização avançou de forma lenta no último mês, mas, mesmo assim, permanece acima na comparação com o mesmo mês do ano anterior e bastante acelerada na comparação com a média dos últimos cinco anos.

     “Mesmo com os cafés melhores voltando a ser negociados acima do patamar de R$ 600 a saca, o produtor continua na defensiva. E quando aparece no mercado tem dado preferência à venda dos cafés mais baixos, segurando as bebidas melhores para uma negociação futura, poia posta na continuidade do movimento de alta. Já as vendas de conilon seguem compassadas e focadas na demanda doméstica”, comenta.

     As vendas de arábica chegam a 77% da produção, contra 76% de igual período do ano passado e 73% de média dos últimos 5 anos. Já as vendas de conilon alcançam 83% da produção, acima dos 79% em igual período do ano passado e também dos 79% na média dos últimos 5 anos.

     Fábio Rübench (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA