Sustentado pela paridade de exportação, preço do algodão segue subindo

212

     Porto Alegre, 19 de fevereiro de 2021 – Sustentadas pela paridade de exportação, as cotações do algodão no Brasil seguem sua escalada de alta. Na média do polo industrial paulista, a fibra fechou a R$ 4,77 por libra-peso no dia 18, ante RS$ 4,70 no dia 11. No acumulado em relação ao mesmo período do mês e do ano passado, as elevações são de 9,9% e de 67,1%, respectivamente.

     No FOB exportação do porto de Santos/SP, a fibra ficou em 86,62 centavos de dólar por libra-peso (c/lb) no dia 18. Ante ao contrato spot negociado na Ice Futures, a pluma brasileira fechou cotada por um valor 2,4% inferior, contra 1,9% inferior ao da véspera. Há uma semana, era 3,0% inferior e, há um mês, 0,7% superior.

     Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento, esses números mostram que, apesar da alta expressiva em reais, a fibra brasileira está competitiva no mercado externo. “Isso vem se traduzindo em bons volumes exportados”, relata. Nas duas primeiras semanas de fevereiro, foram embarcadas 121,235 mil toneladas (t), o que supera o montante do mesmo período de 2019 em 32,5%. No acumulado da atual temporada foram exportados 1,749 milhão de toneladas, um recorde para o período e que supera os 1,546 milhão de toneladas do mesmo período do ano passado em 13,1%.

     Destaque da semana vai para a área norte-americana a ser plantada com algodão em 2021, que deverá ocupar 12 milhões de acres. A previsão foi feita pelo economista-chefe do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), Seth Meyer, durante o Fórum Anual Outlook. Se confirmada, representa uma pequena queda ante 2020, quando somou 12,09 milhões de acres. Já a produção foi estimada em 17,5 milhões de fardos em 2021/22, uma elevação de 17,1% sobre 14,95 milhões de fardos em 2020/21.

     No âmbito global, a área foi estimada em 33,2 milhões de hectares na temporada 2021/22, elevação de 2,9% sobre os 32,3 milhões em 2020/21. A produção deve somar 119,5 milhões de fardos em 2021/22, alta de 4,7% ante as 114,1 milhões de fardos em 2020/21.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA