Trigo recua em Chicago, pressionado por clima nos EUA e boa safra russa

127

    Porto Alegre 17 de março de 2021 – A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) para o trigo encerrou com preços em baixa. As condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento das lavouras americanas e a ausência de demanda pelo cereal americano pressionaram os contratos.

     Outro fator de pressão é a expectativa positiva em relação à safra russa, além do sentimento de que as medidas de contenção aos embarques de trigo serão relaxadas em breve.

     A Rússia deverá produzir 79,2 milhões de toneladas de trigo em 2021, de acordo com a SovEcon. O volume fica acima das 76,2 milhões de toneladas previstas anteriormente.

     Amanhã, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai divulgar o relatório das exportações semanais americanas. O mercado projeta vendas líquidas entre 135 mil e 500 mil toneladas.

     Os contratos com entrega em maio encerraram cotados a US$ 6,40 por bushel, baixa de 7,00 centavos de dólar, ou 1,08%, em relação ao fechamento anterior. Os contratos com entrega em julho de 2021 eram negociados a US$ 6,30 1/2, com perda de 6,50 centavos ou 1,02%.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2021 – Grupo CMA